quarta-feira, 20 de junho de 2012

Onde não há evolução o próprio indivíduo aumenta seu sofrimento





Superar o que é ruim e ampliar o bom: este é o caminho de cada espírito





"Onde não há evolução é onde o próprio indivíduo atua para aumentar seu sofrimento e o sofrimento alheio".

Trecho do livro Nascer Várias Vezes




A evolução moral e espiritual possui vários incentivadores. Um destes incentivadores é a certeza de que a própria evolução torna a vida mais agradável. Os sofrimentos são diminuídos pelas qualidades internas e as soluções são alcançadas mais rápido.

A aceitação, por exemplo, é conquistada com menos sofrimento, quando há evolução. Uma senhora contratou pintores para pintar sua casa e no dia combinado os pintores não apareceram. Anos antes ela sofreria com raiva, angústia e vários pensamentos negativos. Sofreria com a impaciência e com a aflição. Mas, naquele dia sua reação foi diferente. Apesar da desilusão com os pintores, ela manteve a paz, a calma e a satisfação com o todo da sua vida. Onde poderia haver pensamentos negativos ampliando seu sofrimento, ela cultivou a gratidão porque se manteve sintonizada com sentimentos e pensamentos nobres. Na sua mente existiam pensamentos de serenidade e a certeza de que atingiria seu objetivo, mesmo que fosse algum tempo depois.

Esta senhora não ficou irritada e nem nervosa com seus familiares. Em sua mente dizia para si mesma: "tenho uma família amiga, porque haveria eu de perder bons momentos por causa da pintura da casa?"

Ela teve a oportunidade de não aumentar seu sofrimento e nem criar sofrimentos para as outras pessoas.  Ela aprendeu a viver segundo os ensinamentos do mestre Jesus: aceite perder o que não é prioritário para preservar o que é essencial.

O grau do sofrimento depende de dois fatores: da situação vivida e da evolução da pessoa. Onde ela evoluiu o sofrimento é diminuído. Onde ela não evoluiu, o sofrimento aumenta. Na evolução, o ideal é que o espírito encarnado caminhe rumo à completude - desenvolvimentos de todas as qualidades e habilidades necessárias ao espírito.

Resumindo: 

O prêmio por cada aprendizado conquistado é tornar mais fácil e menos sofrida a superação de cada novo desafio da vida.

Quem tem uma grande evolução espiritual também enfrenta grandes desafios. 

Estes, porém, são superados com menos sofrimento, com mais sabedoria, mais rapidez e mais eficiência.

Vale a pena se esforçar e conquistar a cada dia um novo aprendizado.

Dica de leitura: 

Leia o capítulo do livro Nascer Várias Vezes: "Vale a pena mudar, mesmo que seja na velhice"  ( O nome de todos os capítulos estão nesta página:http://www.nascervariasvezes.com/p/o-livro.html )



Autor: Regis Mesquita
https://twitter.com/saberespirita


  








Na página do Facebook - Nascer Várias Vezes - você encontra uma coletânea de pensamentos retirados do livro Nascer Várias Vezes (atualizada diariamente).

Te convido a conhecer a página, curtir e compartilhar os pensamentos com seus amigos.







Saiba onde e como comprar o livro Nascer Várias Vezes




Atenção:

Receba todos os novos textos do blog Nascer Várias Vezes no seu email. 
Na coluna da direita você encontra um lugar para digitar seu email (será mandado um email de confirmação, clique no link deste email para efetivar a inscrição).

É simples, rápido e fácil!




Para refletir:

Onde o tempo é contado em bilhões de anos, o que são milhares de anos? Muito pouco. O espírito vive milhares de anos, talvez milhões, ninguém sabe ao certo. O espírito vive milhares de anos, com certeza. Você consegue imaginar o que são 10 mil anos, por exemplo?

Allan sofreu um acidente de moto. Fazia seis meses que ele se tratava com fisioterapia e sentia fortes dores. Dizia que já não aguentava mais. Míseros 6 meses de sofrimento e ele não aguentava mais. Ele disse: “faço qualquer coisa para não sofrer assim”. Seis meses de uma vida de, pelo menos, dezenas de milhares de anos, a vida do espírito. Veja que diferença: existem sofrimentos que nós nos obrigamos a enfrentar e que duram milhares de anos, são os sofrimentos que cultivamos para nós mesmos.

Milhões de brasileiros desencarnam todos os anos. Uma grande parte desencarna para ter duros sofrimentos por, às vezes, mais de cem anos. Não, não é punição de Deus. É o resultado lógico das decisões e do que cultivaram enquanto encarnados. Alguns sofrimentos podem durar 200 anos ou mais. São sofrimentos que se originam nas escolhas e nas decisões pessoais. Toda pessoa pode se poupar ou se “crucificar”. Cada um é responsável por sua própria história.

Trecho do livro Nascer Várias Vezes

(Capítulo: Qualquer dia a gente se vê por aí )


Saiba quais são os capítulos do livro.





Leia também:









Livro: o único presente capaz de mudar a vida de uma pessoa. 

Presenteie com livros!





Todas as pessoas merecem saber que podem vencer o desafio de serem diferentes.




Gostou das imagens deste texto?
Você pode compartilhá-las com seus amigos.

Quer ter acesso a centenas de outras imagens para você escolher?
Clique aqui (Facebook) ou aqui (Pinterest)




Licença para reprodução dos textos do blog Nascer Várias Vezes: siga as instruções






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo, seu comentário é importante. Você também pode receber emails das novas postagens do blog. Inscreva-se no final da página de textos do blog (depois confirme no seu email).

Siga o Blog Nascer Várias Vezes no Twitter

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...