segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Reflexões sobre o individualismo, o egoísmo e a maldade





Amigos do blog Nascer Várias Vezes,

Somos seres imaturos, por isto estamos encarnados no planeta Terra.

Seres imaturos pensam de forma imatura.

Portanto, temos que ter muito cuidado com nossas crenças. Elas, com certeza, estão recheadas de imaturidades.

Uma das formas de romper com esta imaturidade é usando a razão. O Objetivo é ter a fé raciocinada.

A razão é uma arma poderosa para romper com crenças limitantes ou crenças erradas.

O vídeo abaixo (do Canal Caminho Nobre do Youtube) tem uma reflexão muito importante sobre  crenças que limitam o entendimento dos sentimentos negativos, principalmente o medo e o egoísmo.


Recomendo que você assista e depois continue neste texto.


Vídeo: Deus ensina: eu lhes quero por inteiro. Sejam completos e plenos.



O argumento do vídeo é: Deus nos ofereceu o medo, o egoísmo e outros "sentimentos negativos".

Se ele ofereceu é porque eles são importantes no desenvolvimento do espírito. São mais importantes ainda para a pessoa ter UMA VIDA EQUILIBRADA.

A maldade, por exemplo,  surge quando a pessoa pessoa sai do equilíbrio. 

Vou dar um exemplo: uma pessoa pode ter dúvidas (se sentir insegura) sobre qual é a melhor decisão em assunto da sua vida. 

Esta dúvida a obrigará a refletir melhor. Ela analisará novas variáveis do problema, se abrirá com outras pessoas em busca de solução, etc. 

A insegurança e a dúvida ajudam a pessoa a ser mais cuidadosa, menos impulsiva e mais reflexiva.

Atuam como um freio. Já a animação, a esperança, a confiança atuam como um acelerador.

A combinação destes elementos permitirá uma vida com mais equilíbrio e maior realização.

Insegurança é ruim? Nem sempre. Será boa sempre que ela te ajudar a agir com equilíbrio.

O medo é um sentimento negativo? Nem sempre. Se ele te ajudar a agir de modo equilibrado, poderá te ajudar a ir mais longe.

A maldade tem muitas faces: uma delas são as ações ineficientes e desequilibradas.

O vídeo acima dá um exemplo muito interessante: o pai paga a escola para o filho e exige que a escola tenha ótimos professores.

E conclui: um mundo com mais exigências é melhor para todos.

Vamos entender: um aluno da faculdade é preguiçoso e não estuda. Ele se forma professor e vai dar aula com pouco conhecimento e quase nada de boa vontade (pois a preguiça mina este sentimento).

A realidade: este professor está sendo maldoso. Está penalizando as crianças por causa da sua ineficiência e mau exemplo.

Em um mundo equilibrado, ele tem que ser identificado e punido. Outro professor esforçado e sábio deve entrar no seu lugar.

Ou seja, quem deve ser punido é o professor e não as crianças. 

Quando alguém não cumpre com seus deveres... quando as pessoas não oferecem o melhor de si... sempre haverá alguém que será punido.


Se esforce para fazer bem feito e assim diminuir a confusão e o sofrimento no mundo. Regis Mesquita


O egoismo do pai (que exige um ótimo professor para o filho) será um elemento importante para a punição do professor ruim e benefício para o professor bom. A sociedade e a escola ficarão melhor. 

A exigência, quando equilibrada, é um incentivo para que todos cumpram suas funções com alta qualidade.

PENSE SIMPLES!

Você chama uma pessoa para consertar um vazamento do cano do banheiro da sua casa. Qual a maior bondade que este encanador pode ter? Amor? Carinho? Ternura?

Nada disso! A maior bondade é fazer seu trabalho correto, com eficiência.

Para aumentar a bondade: seja educado, cuidadoso, justo, limpo, grato.

O encanador que não realizar corretamente o seu trabalho será um espalhador e ampliador de sofrimentos. 

O problema continuará, e será criada uma situação que facilita o aparecimento da mentira, da mágoa, das desculpas, da ganância, da revolta, etc.




A força da maldade

A maldade é forte na sociedade porque as pessoas falam demais, pensam demais e fazem pouco.

Nós reencarnamos no plano material para realizar, concretizar, fazer. Estamos na matéria densa para agir.

O amor, por exemplo, é muito importante. Mas, é apenas desculpa e enganação na boca de quem não tem atitude.

Para a pessoa agir, ela tem que ser livre. Se ela for livre demais, ela perde a dimensão do grupo, da natureza, da sociedade.

Exemplo: uma pessoa poupa dinheiro para comprar uma casa própria. Uma ótima ação! 

Para poupar mais, ela não ajuda a mãe que está sofrendo de uma doença. Esta é a dimensão negativa do individualismo - ela cuida apenas de si mesma. Neste caso existe um desequilíbrio.

Suponhamos que este homem tenha um irmão preguiçoso e que vive endividado. Ele ajudou uma vez, orientou outra vez... Mas, o irmão gastador sempre precisa de mais dinheiro.

Quem deve ser punido? O irmão preguiçoso e gastador ou a pessoa que trabalhou e poupou?

Neste caso, é importante o egoísmo do poupador para ele colocar limites. Afinal, ele merece ter os frutos do seu esforço - a sua casa própria.

O equilíbrio e a atitude correta do poupador devem gerar BONS FRUTOS para que muitos possam usufruir (filhos, amigos, outros parentes, etc).

Esta é a ideia de Deus: te quero completo, inteiro e pleno para que possa gerar BONS FRUTOS e muitos possam usufruir.

Observe: sem o limite do egoísmo não haveria casa própria. (O dinheiro é meu, eu trabalhei e vou atingir meus objetivos).

PRESTE ATENÇÃO: os bons frutos devem servir para que MUITOS POSSAM USUFRUIR.

Este é o pedido de Deus, muito bem expresso no final do vídeo.







Pense simples para não ficar julgando os outros:

Um jogador de futebol da seleção brasileira renovou seu contrato. Vai ganhar um milhão e setecentos mil reais por mês.

Algumas pessoas dizem: que ganancioso! Outros dizem: que absurdo! Outros sentem inveja, outros ficam sonhando com este dinheiro. As reações são múltiplas.

O importante: o dinheiro existe a vai para o "bolso de alguém". Se ele ganhar menos, aumenta o lucro do dono do time. 

Porque ele não pode querer que este dinheiro venha para o bolso dele? 

É a mesma negociação que todo mundo faz. A diferença está no volume de dinheiro envolvido. 

Ele está trabalhando honestamente. Nada mais justo que queira ganhar melhor. Você também deve querer ganhar melhor.

Pessoas imaturas idolatram pessoas que estão na mídia. Estas pessoas geram venda, marketing, etc.

Quando tivermos uma sociedade com espíritos mais evoluídos, estes jogadores de futebol terão menos apelo comercial. Até lá... Nada de julgá-los. São pessoas esforçadas que tem o seu valor.

O jogador faz muito bem em querer ganhar melhor. Nós todos queremos.

A grande questão está: o que fazer com tanto dinheiro?

Aí é que está o desafio de ricos, pobres, milionários e miseráveis. O que fazer com o dinheiro?

O dinheiro é dele. Ele faz o que quiser. O dinheiro, a fama, tudo isto são desafios para o espírito.

Dependendo da suas escolhas, ele estará fortalecendo erros ou negatividades. Dependendo de suas escolhas ele estará fortalecendo o que existe de melhor dentro de si.

Todo ser humano é assim: capaz de aumentar a "luz do mundo" ou capaz de diminuir a "luz do mundo".

A decisão é sempre esta: como posso CONSTRUIR uma vida que seja boa para mim e seja boa (NA MESMA INTENSIDADE) para outras pessoas, a natureza e seja agradável a Deus.

Não existe evolução espiritual profunda sem a decisão acima. Não se iluda!

É ótimo que a pessoa lute por si mesma. É ótimo que ela siga sua vocação, crie uma vida boa e confortável para si mesma. É necessário que ela se defenda, aproveite as oportunidades para melhorar em várias áreas da vida. É justo que ela se divirta, tenha o descanso e possa passear.

Mas, existe uma outra dimensão. Deus nos quer por inteiro. Este outro lado é MUITO IMPORTANTE.

Os nomes deste outro lado são diferentes: autoprivação, sacrifício, abandono, entrega, servir, compartilhar, ser pequeno, desapego, mente neutra e muitos outros. 

É necessário equilíbrio para que a verdadeira espiritualidade possa emergir. O equilíbrio existe quando este outro lado da vida é desenvolvido na mesma intensidade.


CONVITE: conheça os textos do Blog Caminho Nobre. Todos eles são dedicados a desenvolver este outro lado da vida. 





Em busca do equilíbrio

Eu dou mais de trinta empregos, disse uma empresária. Será que é verdade? Será que é a verdade completa?

A vocação, a ganância e o dinamismo fizeram esta empresária criar uma empresa de sucesso.

Ela tem seu valor. Mas, ela se ilude.

Ela não dá nada. Ela precisa de outras pessoas para aumentar sua empresa e assim ganhar mais.

Ela quer mais e mais. Por isto precisa de mais pessoas. Ninguém pode condená-la por ter uma empresa e querer que crescer e ter mais lucro.

Não é este o problema do ponto de vista da espiritualidade.

A questão é: ao exercitar sua ganância, ela (a ganância) vai ficando cada vez mais forte.

Regra da vida: o que a gente cultiva e pratica fica mais forte dentro da gente.

Esta pessoa vai NECESSARIAMENTE manipular a realidade, se não tiver muito cuidado. 

Ela procurará muitas desculpas para ser cada vez mais prisioneira do lucro, do orgulho e vaidade.

Ela tem que saber disso. Ela está em uma área de risco. Seu sucesso é ótimo, mas se não tiver um freio poderá se transformar em sua maldição espiritual.

O freio são vários desafios: pagar melhor seus funcionários pode afetar seus lucros, por exemplo. Todo empresário deve ter este desafio (pagar melhor) para diminuir a força da ganância e permitir que a força do amor brote de dentro para fora.

Desafio espiritual: vou pagar meus funcionários o melhor que eu puder, mesmo que meu lucro diminua (Vou confrontar a minha ganância. Não vou permitir que minha ganância cresça cada vez mais).

Este desafio vai permitir que ela pratique o sacrifício e a autoprivação

É a busca do equilíbrio. Esta busca deve acontecer em situações concretas

Preste atenção: NA MESMA INTENSIDADE. 


RECOMENDAMOS ESTA PÁGINA DO FACEBOOK

Clique em "Curtir Página"



O desafio de todas as pessoas:

usar os instrumentos que Deus nos deu (inclusive os chamados sentimentos negativos) para criar uma vida boa para si mesmo. E NA MESMA INTENSIDADE esta vida deve gerar justiça, bondade, apoio, compaixão, sacrifício, entrega, benevolência, cooperação, etc.

Termino com duas frases do vídeo recomendado neste texto:

"O egoísmo deve ser breve, focalizado e limitado – para que seja equilibrado".

"O equilíbrio diz: procurarei uma solução que seja boa para mim e que respeite os outros, a natureza e seja agradável para Deus."


Super recomendado: 

Para se aprofundar nos ensinamentos aqui transmitidos recomendo a leitura e estudo do livro "A Espiritualidade no Dia a Dia".



Conheça e Leia o livro agora: CLIQUE AQUI


Autor do texto: Regis Mesquita


Leia também:














Direitos Autorais:

Os textos do Blog Nascer Várias Vezes, escritos pelo seu autor Regis Mesquita, estão REGISTRADOS junto ao Escritório de Direitos Autorais da Fundação Biblioteca Nacional


Licença e limites para a reprodução dos textos do blog Nascer Várias Vezes: siga as instruções 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo, seu comentário é importante. Você também pode receber emails das novas postagens do blog. Inscreva-se no final da página de textos do blog (depois confirme no seu email).

Siga o Blog Nascer Várias Vezes no Twitter

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...