quarta-feira, 15 de junho de 2011

Dicas para o casal viver feliz e em harmonia. Um ajudando o outro a evoluir e realizar a reforma íntima



Casal feliz pensa assim: juntos podemos superar o que sozinho seria mais difícil





“O foco do casal deve ser ampliar as trocas, e para ter trocas os dois podem e devem construir continuamente o que ofertar”.  (Pág. 198 do ebook do livro Nascer Várias Vezes)



O espírito quando encarna possui como meta aprender e desenvolver sabedoria em várias áreas da vida.

Quanto mais a pessoa desenvolve habilidades, qualidades e sabedorias, mais haverá trocas.

João demorou muitos anos para controlar o seu mau humor. Quando, finalmente, passou a ser uma pessoa de bom humor a vida da esposa e dos filhos também melhoraram.

É assim que funciona a lei da vida: ofertamos o que temos para ofertar. 

João desenvolveu a qualidade do bom humor e pode ofertar o bom humor para sua família. 

O lado bom é que todos possuem muito a ofertar e muito a aprender para ofertar cada vez mais.

Ofertar é oferecer. O outro lado da troca é saber receber.

Receber o que o outro PODE oferecer.

A esposa de João podia incentivá-lo a ter bom humor. Mas, durante anos não recebeu dele esta qualidade.

A vida de cada membro do casal fica pior pelas qualidades que não pode ou não consegue receber. Ou, ao contrário, fica melhor pelas qualidades do outro que recebe cotidianamente.

Uma dica importante para a harmonia do casal: identificar as qualidades do seu parceiro e aproveitar ao máximo delas.



A disponibilidade do casal deve ser: compartilhar ao máximo o que cada um tem de melhor.

Quando rancores, preguiça ou desatenção ganham força na mente das pessoas o resultado é um compartilhar menor e, portanto, menos facilidades, menos satisfação e menos diálogo.

A atenção no outro é fundamental.

A maior parte das necessidades do ser humano são pequenas e fáceis de serem atendidas.

Com a desatenção, as necessidades do outro não são percebidas e nem valorizadas.

Assim, o que era pequeno e fácil de ser resolvido vai ganhando proporções maiores e desgasta o vínculo.

O amor deve formar ambientes nos quais as pessoas possam relaxar e serem elas mesmas.

Neste ambiente, cada membro do casal pode e deve se mostrar claramente. Esta clareza ajuda a identificar as pequenas necessidades e dificuldades.

A resposta do outro deve ser o apoio e a atenção (veja mais neste link – Cinco dicas para a família viver em paz ).



O ambiente do amor é aquele em que as pessoas podem revelar suas inseguranças e imaturidades sabendo que encontrarão apoio e intimidade.

Não há apoio, compreensão ou segurança onde há desatenção (ou crítica, desprezo, etc).

Quando os namorados resolvem se casar é porque acreditam que um pode contribuir muito para tornar a vida do outro melhor.

Esta proposta tem que se manter firme: cada um tornando a vida do outro melhor.

Prestar atenção e ajudar sempre que o outro tiver algumas dificuldades é fundamental para gerar um ambiente leve e estimulador para superar os desafios.

A ideia é esta: “juntos podemos superar o que sozinho seria mais difícil. Juntos podemos sorrir mais e ter mais vitórias.”



O importante é compartilhar e ter sempre o que ofertar.

Significa sempre desenvolver qualidades, habilidades e sabedorias.

É necessário que cada membro se esforce para desenvolver seus potenciais e vocações.

Tornando-se melhor, aumentam a chances de novas e boas trocas.

Na vida boa deve haver expansão (portanto, descobertas).

Esta expansão permite que o vínculo mantenha-se sempre energizado e dinâmico.

Preste atenção:

“Pequenos ajustes realizados ao longo do casamento poderiam ter trazido mais adaptabilidade ao casal. Paul descobriu que havia se acomodado e se acostumado com a rotina empobrecida do dia a dia. Sonhos, inúmeros deles, ficaram esquecidos. Ele cuidou muito dela (da esposa), mas não se preocupou em buscar novas oportunidades de vida. Ele reduziu a sua própria vida e assim facilitou a “vitória” da insatisfação da esposa. A vida do ser humano deve ser constantemente expandida e ampliada para que ele possa evoluir e mais facilmente realizar ajustes positivos.” (Pág. 195 do ebook do livro Nascer Várias Vezes)

Na história do casamento de Paul (que conto no livro) as dificuldades e sofrimentos surgiram porque ele acreditou que suas boas qualidades bastavam para manter o casamento saudável e feliz por longas décadas.

Este, aliás, é um erro comum.  São os ajustes diários que permitem a perpetuação do vínculo saudável e dinâmico.

A lei da vida é perfeita. A todo momento existe a necessidade da melhoria contínua, do aprendizado e do amadurecimento.

O espírito precisa ser constantemente instigado para melhorar e, assim, evoluir mais rapidamente.

Os benefícios são superar mais rapidamente os problemas e ter mais satisfação no dia-a-dia.



Clique em "Curtir Página"


Uma boa medida para medir a qualidade do vínculo é esta:

quando se espera do outro algo bom e legal é sempre mais fácil relaxar, brincar e ter proximidade física.

Cada membro deve observar em si sua própria reação emocional em cada situação.

Esta reação emocional pode ser o ponto de partida para o diálogo franco entre o casal.

Um pode dizer: na situação X fico insatisfeito, me sinto de tal forma, gostaria que acontecesse da forma Y.

Quem fala está confessando algo importante para si. Por isto, o outro deve valorizar a confissão, entender que há um sofrimento e ter o interesse de ajudar e apoiar.

Cabe ao outro também se colocar e ter um diálogo sem acusação, no qual a principal meta é: como posso te ajudar a viver melhor?

Observe que neste momento o mais importante não são as desculpas e nem saber quem tem razão.

O importante é reconhecer um sofrimento e tentar soluções para o problema.

Lembre-se: ambientes ricos em atenção, ajuda mútua, respeito, amizade e apoio tendem a serem mais leves, mais espontâneos e com mais sorrisos nos rostos.


É sempre um desafio manter a “chama acesa” ao longo de décadas. Todavia, a chama dá muito prazer, muita alegria e muita força para enfrentar os obstáculos.

É, portanto, um ato de sabedoria lutar para mantê-la acesa.

A troca, a intimidade e a aceitação são as chaves para atingir este objetivo.

Como disse anteriormente, as conquistas que cada membro do casal fizer para viver em paz, harmonia e satisfação serão também grandes conquistas do espírito.

As conquistas do espírito refletem por milênios.

Vale a pena seguir boas dicas para viver bem na comunidade chamada casal.



“A evolução do espírito deve ser constante, assim, a evolução do casal também deve ser constante.”



Autor: Regis Mesquita
https://twitter.com/saberespirita



Todos os textos do blog Nascer Várias Vezes em ordem alfabética (mais facilidade para encontrar o texto que deseja estudar) - clique aqui


Na página do Facebook - Nascer Várias Vezes - você encontra uma coletânea de pensamentos retirados do livro Nascer Várias Vezes (atualizada diariamente).

Te convido a conhecer a página, curtir e COMPARTILHAR os pensamentos com seus amigos.



Conquiste grandes objetivos valorizando o que você tem




Para refletir:

Onde há atenção no outro tende a haver mais troca, mais sensibilidade e mais respeito. Onde há cuidado com o outro tende a ter mais satisfação, mais segurança e mais paz. A atenção, o cuidado e o servir ajudam a aproximar o casal. Muitas vezes o servir não é servir ao outro, mas servir à família, por exemplo. Um bom exemplo foi um casal no qual o marido era dinâmico, cheio de energia para lutar e conquistar uma vida financeira melhor. A esposa se permitia ficar estagnada, sempre usando como desculpa a dúvida e a insegurança. Este traço egoístico da mulher era sentido pelo marido como um desprezo: “nós não somos suficientes para ela decidir a lutar pela família”. Ele tinha razão, pois não há nada que dá mais força para as pessoas do que o desejo de lutar pelo bem de quem nós amamos. Portanto, a troca pode se dar de várias formas. Há várias atitudes que ajudam a troca existir e ampliar: o amor, a atenção, o cuidado, o servir, a aceitação, o desenvolvimento de habilidades e qualidades e tantas outras atitudes bonitas. Era isso que faltava ao casal que estava cada vez mais alheio...

Trecho do livro Nascer Várias Vezes
Conheça todos os livros do autor Regis Mesquita, clique aqui





Para refletir 2:

A vida boa, de qualidade, é conseguida e mantida com pequenos e constantes ajustes. O casal, cada um dos membros, deve ter em mente o objetivo de aprender a viver bem, o que significa estabelecer trocas com o parceiro. O que devo e posso fazer hoje para viver melhor em família? Este deve ser um questionamento constante. Escutar o parceiro e valorizar o que ele diz é fundamental. Luis Carlos descobriu que seu distanciamento feria a esposa. Ela lhe falou e ele aceitou a opinião dela; simples, não é? Ao aceitar como legítimo o que a esposa dizia, ele passou a prestar mais atenção às necessidades dela. Esse aprendizado foi tão satisfatório que ele decidiu ampliar tal comportamento para outras áreas da sua vida. Esta é uma regra básica da felicidade e do usufruto: uma conquista positiva deve gerar outra conquista positiva. Desta forma a transformação é contínua e pode ser direcionada para objetivos nobres.

Trecho do livro Nascer Várias Vezes

Para conhecer todas as formas de adquirir seu exemplar, clique aqui

Para ler os depoimentos e reflexões de quem leu o livro: clique aqui

Para conhecer os títulos da cada um dos capítulos do livro: clique aqui







Leia também:










Receba as novas postagens do Blog diretamente no seu email. Na lateral direita da página tem um lugar para digitar seu endereço (você receberá um email com um link para confirmar sua solicitação).


Licença para reprodução dos textos do blog Nascer Várias Vezes: siga as instruções










3 comentários:

  1. Gostei muito do blog.

    As mensagens são muito boas!

    Obrigada por compartilhar!

    Ana Cristina

    http://doutrinadeluz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Regis!

    Realmente os aspectos do relacionamento está em ofertar o melhor no companheirismo usufruindo da união na flexibilidade de cada momento! Postei na Fan Page do Inspira Alma se quiser ver é só visitar e curtir a página e indicar,
    http://www.facebook.com/pages/Inspira-Alma/162954780442217

    Um abraço,
    "Todo o Conhecimento é Luz que Inspira a Alma" -*Vera Luz*-

    ResponderExcluir
  3. Regis Mesquita, tudo o que vem de você inspira bondade. Você consegue falar de assuntos com profundidade e gentileza. Gostaria que todo mundo lesse seus textos. Muito obrigado pelo esforço de nos inspirar para ter uma vida mais próxima de Deus. Já li seu livro: fantástico. Recomendo. Jonas S. Silva

    ResponderExcluir

Seja bem vindo, seu comentário é importante. Você também pode receber emails das novas postagens do blog. Inscreva-se no final da página de textos do blog (depois confirme no seu email).

Siga o Blog Nascer Várias Vezes no Twitter

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...