terça-feira, 11 de março de 2014

Uma sociedade evoluída espiritualmente possui ótimos recursos de acolhimento e ajuda mútua



Todos precisam de uma segunda chance para recomeçar. Você também precisará algum dia. Frases Espíritas Reencarnação





No livro "Nascer Várias Vezes" existem alguns capítulos em que a encarnação do espírito é vista sob a ótica da sociedade. Cada espírito reencarna em uma sociedade e em uma cultura específica. Os valores desta cultura influenciarão decisivamente as crenças, comportamentos e atitudes que ele terá. Cada pessoa é mais do que um indivíduo, é parte de um coletivo e está integrado à uma rede existencial que engloba todos os seres do planeta.

Alguns traços culturais estão tão entranhados em uma população que sua transformação é dificílima. Veja este exemplo: Dom Pedro l, um ano após proclamar a independência do Brasil – em 1823, escreveu em uma carta: “Ninguém ignora que o cancro que rói o Brasil é a escravatura, é mister extingui-la.... todo senhor de escravo desde pequeno começa a olhar ao seu semelhante com desprezo”  (citado no livro “1822”, pag. 255, editora Nova Fronteira). O imperador do Brasil não teve força política para acabar com a escravidão. Somente 66 anos depois seria considerado ilegal ter escravos; e esta mudança nas leis seria uma das causas motivadoras do fim da monarquia. Ou seja, valores profundamente arraigados em uma sociedade influenciam de forma decisiva a mente e a vida cotidiana das pessoas. Influenciam a tal ponto que até um imperador teme em mexer no “vespeiro”.

Os mesmos espíritos que estão reencarnados atualmente, se estivessem encarnados em 1823, seriam defensores da escravidão. Muitos seriam donos de escravos e fiéis defensores do direito de propriedade de outros seres humanos (1). Somente alguns brasileiros, na época, assumiram o compromisso de viverem dissociados da escravidão. Estes homens libertários submetiam suas esposas e filhas à vergonha pública de carregarem suas próprias compras. Pode parecer estranho para o leitor atual, mas uma das maiores vergonhas a que uma mulher branca podia se submeter era comprar (por exemplo) carne e voltar para casa carregando a compra. Ou seja, romper com os valores culturais cobra um grande preço hoje, assim como cobrava naquela época passada.




Quem segue o que a cultura preconiza é recompensado – mesmo que sejam valores que atrasam a evolução do espírito. Quem rompe com os valores culturais, sofre com as consequências. É por isto que a pessoa que quer REALMENTE evoluir deve se preparar e se fortalecer desenvolvendo múltiplas qualidades e habilidades. Não há como REALMENTE evoluir espiritualmente sem romper com valores culturais negativos (lembre: uma sociedade criada por pessoas imaturas terá várias negatividades impregnadas em sua cultura).

Os valores culturais negativos eram reforçados sempre que uma família libertária era ridicularizada ou ameaçada. Os senhores de escravos acusavam os libertários de incitar a revolta dos escravos, ameaçando destruir suas casas e famílias. Fica claro que a mudança para uma atitude benevolente e de rompimento com erros gera reações em outras pessoas, inclusive reações agressivas (vide a vida de Paulo de Tarso e de Jesus). Quantas pessoas ajudaram estas famílias libertárias quando elas eram acusadas? Quantas pessoas as defenderam dos difamadores? Quantas pessoas facilitaram o recomeço de vida de cada família que libertava os próprios escravos? Quantos ajudaram os escravos a recomeçarem a vida? Poucos, muito poucos. A penalização de quem evolui espiritualmente e rompe com condutas socialmente aceitas continua forte e somente quem não rompe com estes limites culturais (porque evoluiu pouco) é que não sente na própria pele esta punição (por favor, preste atenção nesta frase).

Recomeçar a vida. Este é o mantra da reencarnação. É também o mantra da vida bem vivida, na qual cada evolução, cada aprendizado, significa o abandono de alguma conduta negativa. Muitas vezes, quando abandonam condutas muito valorizadas socialmente; estas pessoas são desvalorizadas, ridicularizadas e, muitas vezes, ameaçadas. Não amparar quem toma atitudes positivas é sabotar a evolução sadia de uma sociedade (por exemplo, estudantes esforçados podem se desestimularem ao serem ridicularizados. O resultado é a carência de bons exemplos de disciplina e perseverança nesta sociedade).

A transformação de um indivíduo dentro de uma sociedade requer muita consciência. O motivo é que ele NECESSARIAMENTE deve romper com práticas aceitas e incentivadas culturalmente. Toda cultura possui traços negativos e imaturos. Toda cultura, composta de pessoas imaturas, inverte valores e incentiva o que não é importante para a evolução do espírito. Cada cultura facilita a evolução em algumas áreas da vida e dificulta a evolução em outras áreas.

As sociedades democráticas são os melhores ambientes para o “espírito que quer evoluir” viver e ser respeitado. A razão é que nestas sociedades existem mais espaços para que cada pessoa siga suas escolhas; ou seja, tenha a liberdade para romper com os limites da sociedade, a fim de prosseguir em sua evolução. Ao invés de reprimir, a sociedade deve estar preparada para amparar e respeitar as escolhas divergentes (que nem sempre serão boas). Evoluir é recomeçar, aprender é ousar, reencarnar é uma nova chance de aprender, evoluir e seguir suas vocações.

Abaixo transcrevo um trecho do livro Nascer Várias Vezes:

“Uma sociedade evoluída pressupõe ótimos recursos de acolhimento e ajuda mútua. A solução dos dramas pessoais não precisa ser apenas fruto do esforço individual de cada um. A ajuda externa deve vir sob a forma de acolhimento e caridade, que é uma forma elevada de proteção e de perdão. Aplica-se à pessoa que abandonou sua família e hoje vive nas ruas e que recebe um prato de comida em uma noite de frio. Aplica-se a cada um de nós que podemos enfrentar situações difíceis devido às nossas imaturidades e fraquezas. Este acolhimento permite a criação de um senso de proteção e a possibilidade de um novo recomeço; o que é, repito, uma das mais importantes necessidades de todos nós, espíritos em evolução. Todos nós somos muito imperfeitos. Erramos constantemente. Constantemente precisamos de uma segunda chance, necessitamos de orientação, ajuda e amparo. Necessitamos de novas oportunidades de mudança para termos melhores resultados em nossas vidas. A encarnação é uma nova oportunidade. E onde há acolhimento e caridade as oportunidades se ampliam”.  (O trecho acima faz parte do capítulo “A evolução social facilita a evolução do espírito”, pág. 118)

Observe: se você quer realmente evoluir procure saber quais são as crenças, comportamentos e valores que a cultura valoriza e você ainda não entendeu que são negativos (ou, se entendeu, não quer pagar o preço da mudança). Aguente firme quando vier a punição; desenvolva várias qualidades e habilidades para compensar esta perda. Não menospreze o poder da sociedade sobre sua mente, esta é uma grande barreira a dificultar sua evolução.







Justiça eficiente e boas leis são fundamentais para gerar justiça, ordem e progresso. Evoluir em ambientes equilibrados é melhor do que em ambientes onde o desequilíbrio impera. Atingir este objetivo na vida pessoal é um desafio. Atingir este objetivo na vida de uma nação é um desafio maior ainda. Somente com altruísmo, disciplina e propostas racionais é que pode-se sonhar com sociedades mais justas.

Observe: uma adolescente resolveu praticar sexo e engravidou. Por isto, foi expulsa de casa. Outra adolescente engravidou, foi amparada pela família e respeitada pela sociedade. São dois destinos totalmente diferentes. Na primeira impera a crueldade e o orgulho, o resultado é o sofrimento ampliado. Na segunda impera o amor, o respeito e o amparo para superar o problema. Qual é a sociedade mais evoluída? Qual a sociedade que gera as melhores oportunidades de aprendizado e evolução?

O exemplo molda a vida das pessoas; molda seus sentimentos, pensamentos e sensações. Quando o exemplo é de amor existe maior facilidade para gerar aprendizados nobres e positivos.

O que faz Deus frente a todos os erros dos espíritos ao longo de centenas ou milhares de reencarnações? Permite novas oportunidades de aprendizado. Permite o recomeço. Alguns aproveitam e evoluem rapidamente. Estes colhem rapidamente os benefícios da evolução. Outros são mais lentos; para estes não faltarão novas oportunidades. A sociedade deve seguir o caminho de Deus e amparar quem necessita de apoio (que são todos os encarnados, cada um em uma área da vida).

A sociedade/cultura forma o indivíduo, o indivíduo forma e transforma a sociedade. Nem sempre a transformação é para o lado bom.  Quando acontecem transformações positivas na sociedade, todos são favorecidos. Tal qual a chuva que cai para o agricultor que merece e para o agricultor que não merece, as boas transformações sociais favorecem a todos. E mesmo aqueles que “não merecem” terão novas oportunidades de se transformarem e evoluírem. Esta é a vida segundo Deus organizou.

A sociedade deve agir da mesma forma que Deus age: facilitando um novo recomeço. A reencarnação é um novo recomeço facilitado(2). A vida de cada um dos seres humanos deve ser facilitada na correção dos erros e na superação das dificuldades (sempre com equilíbrio, bom senso e alta exigência). Deve haver amparo também para aqueles que escolhem romper com padrões culturais negativos, desamparar estas pessoas é dificultar a evolução da sociedade.


Conclusão: As pessoas que precisam recomeçar devem superar erros e dificuldades; elas necessitam de amparo e apoio que facilitem esta superação. Também necessitam de apoio e amparo as pessoas que, por evoluírem espiritualmente, desenvolvem hábitos, pensamentos e atitudes diferentes e inovadores. Em sociedades democráticas é mais fácil conquistar este amparo porque há maior respeito pelas escolhas individuais. Quanto mais evoluída a sociedade mais recursos de ajuda mútua ela possui. 

Quando existe apoio é muito mais fácil superar sofrimentos, erros, limitações e traumas. Cada um deve enfrentar a si próprio e não reproduzir os erros da sociedade onde vive.



(1)  é um erro histórico associar a escravidão a brancos escravizando negros. Esta foi a realidade no Brasil. A escravidão foi praticada por praticamente todos os povos. Negros escravizaram negros, negros escravizaram brancos, árabes escravizaram negros, negros escravizaram árabes, árabes escravizaram brancos, índios escravizaram outros índios, etc. Os dois últimos países a abolir a escravidão foram a Arábia Saudita (1962) e a Mauritânia (1980), países com a população dominante de árabes e negros (islâmicos).

(2)  A reencarnação é uma forma de proteção para o espírito. Com esta proteção fica mais fácil enfrentar os desafios prioritários para a encarnação atual. Leia mais aqui  e aqui. Para um estudo mais profundo sugiro a leitura do livro Nascer Várias Vezes, são usadas várias histórias de vidas passadas para explicar didaticamente este tema.


Autor: Regis Mesquita
https://twitter.com/saberespirita


Agradeço muito se você recomendar esta postagem no G+, curtir no Facebook, retuitar ou mandar o link via email.



Todos os textos do blog Nascer Várias Vezes em ordem alfabética (mais facilidade para encontrar o texto que deseja estudar) http://www.nascervariasvezes.com/p/todos-os-textos.html




Mente em paz gera equilíbrio e satisfação.





PENSE NISSO!

“A solidariedade é importante para amparar nos momentos mais difíceis e para estimular os membros da sociedade que teimam em manter escolhas negativas. Estas pessoas em atitudes negativas precisam do “choque do amor” para facilitar-lhes a transformação positiva. Deve-se sempre estabelecer limites para que o negativo não prevaleça, mas a grande transformação se dá quando o que é nobre se sobrepõe ao que é negativo.”

Regis Mesquita

Texto publicado originalmente na página Nascer VáriasVezes do Facebook.

Nesta página são publicados DIARIAMENTE textos baseados nos ensinamentos espirituais.




Reflexão:  Amparo e solidariedade entre os casais para sempre renovar o amor


A VERDADEIRA INTIMIDADE

Entre casais, amigos ou familiares a intimidade genuína é rara. Existe um motivo: o julgamento.

A intimidade é uma CONFISSÃO: sou desta forma.

Toda confissão deve gerar em quem ouve o mais sincero desejo de ajuda e amparo. Estou contigo. Vamos lutar juntos. Vamos unir forças.

É a chance de elevar o vínculo afetivo à um novo e mais elevado patamar: a cumplicidade desarmada. Sem medo, sem receio, e com muita entrega e prazer.

Não perca tudo isto por um julgamento que dura alguns momentos.

Regis Mesquita




Evoluir é sempre aprender e seguir suas vocações. Recomeço.




Leia também:












Para ler os depoimentos e reflexões de quem leu o livro: clique aqui.

Para conhecer os títulos da cada um dos capítulos do livro: clique aqui

Para ler a sinopse do livro: clique aqui.

Leia gratuitamente uma amostra do livro Nascer Várias Vezes, clique aqui.  

Centros Espíritas e bibliotecas públicas podem solicitar a doação do livro, clique aqui.

Assista ao vídeo de apresentação do livro Nascer Várias Vezes -  https://youtu.be/g3-u_bsi1-E 


Obtenha agora o seu exemplar do livro Nascer Várias Vezes




Coloque o blog Nascer Várias Vezes entre seus favoritos e venha nos visitar sempre. O Blog é sempre atualizado.

Receba as novas postagens do Blog diretamente no seu email. No final da página tem um lugar para digitar seu endereço (você receberá um email com um link para confirmar sua solicitação).



Licença para reprodução dos textos do blog Nascer Várias Vezes: siga as instruções.



6 comentários:

  1. Regis, abordar a questão do individuo na sociedade e os pouco conhecidos mecanismos que a Doutrina Recomenda é uma grande tarefa. Tenho a impressão que os espíritas estão anestesiados, indiferentes diante dos problemas da atualidade e recorrem as antigas fórmulas religiosas, quando tem à disposição um exnorme potencial de transformação da sociedade. È preciso que falemos mais nestes assuntos para realizar um despertamento geral e mobilização para a compreensão da justiça em seu sentido pleno.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo blog.. adorei


    http://tlugato.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Ivomar,

    uma das funções do livro é justamente construir uma ponte entre o individual e o coletivo.

    Concordo contigo.

    abraço,

    Regis Mesquita

    ResponderExcluir
  4. Taty,

    obrigado pelo elogio. Te aguardo mais vezes.

    Vou lá no seu blog conhecê-lo.

    abraços,

    Regis Mesquita

    ResponderExcluir
  5. Obrigado por seu comentário no meu Blog, Regis. Aproveito para parabenizá-lo pelo seu blog, e pela divulgação de um assunto que explica e esclarece todos os porquês da vida diária. Sucesso para você!

    ResponderExcluir
  6. Muito sinceramente aorei seu Blog

    ResponderExcluir

Seja bem vindo, seu comentário é importante. Você também pode receber emails das novas postagens do blog. Inscreva-se no final da página de textos do blog (depois confirme no seu email).

Siga o Blog Nascer Várias Vezes no Twitter

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...