sexta-feira, 14 de junho de 2013

O sofrimento não é o caminho mais eficiente para a transformação humana




Os sofrimentos podem ser úteis desde que sejam o estímulo para a evolução. Quem não evolui sofre inutilmente





“As pessoas tendem a acreditar na eficiência da punição. Ou seja, se uma pessoa fez algo errado ela vai sofrer tanto, mas tanto, que vai pagar através do sofrimento todos os seus “pecados”. A crença é de que através da dor a pessoa vai aprender a ser correta e praticar o bem” (1).

Tenho certeza de que muitas pessoas tiveram no sofrimento um grande motivador para mudarem.

Mas, na imensa maioria das vezes, tão logo o sofrimento acaba ou diminui, as pessoas voltam ao que eram antes. Repetem os mesmos erros, não mudaram suas personalidades.

Abaixo relato minha experiência como terapeuta (depoimento presente no livro Nascer Várias Vezes):


“Nas histórias que acompanho através das regressões percebo que o sofrimento é pouco eficiente em promover a transformação das pessoas. Existem, com certeza, pessoas cujos sofrimentos as fizeram mudar suas formas de agir, pensar, vibrar e sentir. Este padrão, sofrimento gerando mudanças positivas, é mais comum de acontecer quando das doenças que acompanham a velhice”.

“O sofrimento não é a forma mais eficaz de promover as mudanças evolutivas necessárias. A grande maioria dos que sofrem tendem a reforçar as escolhas que os levaram ao sofrimento. Simplesmente, elas não conseguem identificar a relação entre suas ações e escolhas e os resultados que colhem na vida. Tendem a culpar o governo, a sociedade, as pessoas, os parentes, a cultura ou algum inimigo. Tendem a julgar que tiveram azar ou que fizeram tudo que podiam fazer. Não sabem como ser diferente e nem sempre sabem quais são as outras possibilidades e oportunidades de vida. Quando sabem, não conseguem mudar” (2).


Mudar não é fácil. Exige disciplina, perseverança, dedicação, método e capacidade para identificar as origens dos problemas. São qualidades raras de serem encontradas juntas em todas as pessoas. Principalmente, porque o sofrimento surge ou é ampliado justamente nas áreas da vida em que a pessoa não se desenvolveu.

Todas as experiências possuem potencial de aprendizado. Tanto as experiências positivas como as negativas podem ensinar. Acontece que cada um aprende a partir de seus recursos internos. O aprendizado de cada um dependerá do que houver no interior delas. Por isto, a situação pode ser a mesma, mas as consequências internas (aprendizado) serão muito diferentes. Uma pessoa agressiva, ao ser vítima de violência, pode aprender a ser menos agressiva. Porém, a experiência mostra que será muito mais comum esta pessoa ficar mais agressiva. O cérebro processará esta experiência de tal forma a justificar e intensificar a agressividade. A mente funciona assim: cada vez que ela usar a agressividade, ela estará estimulando e reforçando seu comportamento agressivo. Mesmo que a pessoa se dê mal com o comportamento negativo, ela irá (na imensa maioria das vezes) manter o mesmo padrão. (Cada vez que a pessoa bebe, ela estimula este comportamento, mesmo que tenha ressaca. Cada vez que ela xinga no trânsito, reforçará este comportamento, mesmo que não queira ficar nervoso.)

Nas prisões os criminosos sofrem e ficam mais agressivos. Alguns mudam. Normalmente são aqueles que focam sua mente em atitudes nobres e benevolentes. Não é o sofrimento que os faz mudar, é a nova postura mental mantida por um “longo” prazo. As novas posturas mentais induzem novas percepções da realidade e novas formas de avaliar e perceber as experiências.

Uma situação interessante de analisar é a vida dos invejosos:

“São pessoas que gastam muito tempo e esforço psíquico pensando na vida alheia. Normalmente se esforçam menos, estudam menos e desistem nos momentos em que deveriam persistir. Uma pessoa invejosa, para poder invejar, deve estar “por baixo”. Caso contrário, o que elas invejariam? A mente de uma pessoa invejosa normalmente funciona assim: ela se organiza para ficar “por baixo”, para perder, para não ter, para não conseguir ou ter menos que alguém, conseguir menos que alguém, etc. Quantas pessoas invejosas conseguem perceber que ser invejosa é um boicote contra elas mesmas? Quase nenhuma. Apesar de poucas vezes a vida de um invejoso dar certo, por que eles continuam repetindo o padrão? Porque raramente o sofrimento e a baixa qualidade de vida promovem as mudanças necessárias. A pessoa invejosa escolhe um padrão de vida e se mantém fortemente vinculada a ele. Este padrão sempre se repete, apesar da pouca qualidade de vida. Portanto, a melhora como consequência do sofrimento acumulado é bem mais rara do que imaginamos” (3).

O que podemos aprender com a postura de Deus?

“Se sofrer fosse a forma mais efetiva de transformação Deus estaria errado por nos oferecer condições de vida melhores do que aquelas que mereceríamos por nossos erros pretéritos” (4).

Deus é misericórdia, é perdão. Deus auxilia a todos, do mais miserável ao mais rico, do mais merecedor ao menos merecedor. Ao longo de centenas (ou milhares) de encarnações, os espíritos cometeram muitos erros. Quanto menos evoluído, mais chance de errar. Portanto, nas encarnações passadas os espíritos erraram mais porque tinham menos evolução. Mesmo assim, com tantos erros pretéritos, Deus cuidou para oferecer muitas oportunidades boas para auxiliar na evolução destes espíritos.

Sempre existem e existirão as provações. Elas, todavia, seriam maiores não fossem as oportunidades que existem em cada vida humana. Todos os dias você encontra pessoas que estão passando por grandes provações; todavia, para cada uma delas existem os recursos disponíveis para sua superação. A evolução acontece quando as pessoas utilizam os recursos necessários para superar os desafios presentes em sua vida. Usando uma imagem: se a pessoa vai escalar uma montanha não adianta carregar um barco. O desafio será muito maior por causa desta insensatez. Deve-se usar os recursos corretos. Estes recursos são, na maioria das vezes, posturas, sentimentos, sensações e valores nobres.

Deus age para nos auxiliar. O que significa diminuir nosso sofrimento. É o papel da professora, que orienta seu aluno e assim torna mais fácil o aprendizado. Deus organizou o universo desta forma. Os espíritos de luz, por exemplo, estão espalhados pela Terra para ajudar e amparar. Cabe ao aluno aproveitar a oportunidade e aprender. Cabe ao ser encarnado o esforço evolutivo.

Deus alivia o sofrimento porque sabe que o potencial de aprendizado presente no sofrimento é pequeno. Ao mesmo tempo, não abole o sofrimento porque sabe que para muitas pessoas é o único recurso evolutivo que os mobiliza.

Qual o melhor caminho? Qual o caminho que todas as pessoas devem se esforçar, a cada segundo, para seguir?


 A LEI DA MISERICÓRDIA DIVINA (a forma como Deus trata os espíritos)


A forma mais comum da transformação acontecer é esta: quando a mente da pessoa abre espaço para sentimentos, pensamentos, atitudes e posturas nobres. Estes sentimentos, pensamentos, atitudes e posturas nobres mudam a vibração da pessoa, mudam suas prioridades, mudam suas escolhas e, por fim, mudam os resultados” (5).

Cada qualidade nobre que o ser humano acrescenta em sua mente dificulta a ação de atitudes e comportamentos não nobres ou ineficientes. Observe: a pessoa que se dedica a praticar o bem, terá na bondade um grande dificultador da prática da inveja. O homem trabalhador terá a remuneração do seu trabalho, o que dificulta que ele procure o caminho do roubo. A pessoa que sente a alegria do amor no coração terá mais dificuldade de aceitar o mal estar da raiva. Cada uma das qualidades e habilidades nobres inibe alguma parte negativa que pode existir dentro da mente da pessoa. Desta forma, fica mais fácil mudar.

Quando você estiver sofrendo pense sempre: qual qualidade nobre devo desenvolver para ajudar na superação deste desafio?

Lembre sempre: você não deve escolher livremente a qualidade nobre que você vai desenvolver. Deve observar a realidade e escolher a que é necessária para aquela situação.

Um homem trabalhador e honesto foi à falência duas vezes por ser desorganizado. Sendo desorganizado ele facilitou o desvio de dinheiro da sua empresa por funcionários. O que você acha: ele deve prioritariamente aprender a ser organizado ou desenvolver a paciência?

Nascemos para evoluir. Evoluir é igual a aprender. Os desafios são muitos. Quem agregar as qualidades certas para a vida que possui sofrerá menos. Com certeza, evitará muitos sofrimentos. Mas, a melhor parte é que a vida com sabedoria é muito mais eficiente, útil e agradável.

Mais do que evitar o que é ruim, nossa motivação deve ser usufruir o que é bom, justo, correto e que emana amor. Esta deve ser a direção de todos. Este é o caminho com melhores resultados e que gera maior estímulo para evoluir sempre.


Autor: Regis Mesquita
https://twitter.com/saberespirita



Agradeço muito se você recomendar esta postagem no G+, curtir no Facebook, retuitar ou mandar o link via email.



(1)  Livro Nascer Várias Vezes, pág. 219
(2)  Livro Nascer Várias Vezes, pág. 220
(3)  Livro Nascer Várias Vezes, pág. 221
(4)  Livro Nascer Várias Vezes, pág. 219
(5)  Livro Nascer Várias Vezes, pág. 221


Leia gratuitamente uma amostra do livro Nascer Várias Vezeshttp://www.amazon.com.br/dp/B009VIECAQ


Leia o sumário do livro. Clique aqui

Compre o livro Nascer Várias Vezes: clique aqui 




Para você refletir:

“O sofrimento não é o caminho mais eficiente para a transformação humana, é apenas a consequência lógica da não evolução”. Regis Mesquita



Leia também:






PS: agradeço às pessoas que acompanham o blog Nascer Várias Vezes, seja recebendo as mensagens via email, sendo seguidoras ou visitando-o de vez em quando. De “boca em boca” os números estão aumentando. Sua participação na divulgação do blog é fundamental. Obrigado!



Licença para reprodução dos textos do blog Nascer Várias Vezes: siga as instruções 



Todo grande sofrimento é composto de sofrimentos menores que se somam. Identifique-os!



Livro é o único presente que pode mudar uma vida para sempre. Pense nisso!



Um comentário:

  1. eu ja li este livro 2 x, ele é uma obra prima, muito bom mesmo, adorei!
    assim q puder leia, ele levará a um mundo de paz.

    ResponderExcluir

Seja bem vindo, seu comentário é importante. Você também pode receber emails das novas postagens do blog. Inscreva-se no final da página de textos do blog (depois confirme no seu email).

Siga o Blog Nascer Várias Vezes no Twitter

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...