domingo, 13 de agosto de 2017

A importância do desapego para sua libertação emocional e evolução espiritual.



Evangelho segundo o espiritismo capítulo 5  Allan Kardec  Após o trabalho virá o repouso




O desapego está relacionado com sua responsabilidade pela própria vida. Portanto, é uma forma de ter carinho por si mesmo

A evolução espiritual obriga a pessoa a aprender. Aprender obriga a pessoa a mudar. Quando a pessoa tem apego, ela bloqueia a mudança. O sofrimento aparece mais forte.

A evolução tem sua própria lógica: quem tenta bloqueá-la é “punido” com mais sofrimento.



Portanto, evoluir, aprender, amadurecer e desenvolver sabedoria são formas de ter carinho e cuidado por si mesmo.

Todos estes benefícios ficam mais distantes se há o apego boicotando a transformação / evolução.

Quando alguém evolui, o grande beneficiário é a própria pessoa.

Outros pessoas também serão beneficiárias da sua evolução, porque a sabedoria ajuda a tornar tudo mais simples e mais tranquilo.

Resumindo: o apego mantém a pessoa presa no passado. Bloqueia ou atrasa a evolução, criando sofrimento.

Um exemplo real:

Mário sempre foi sedentário. Envelheceu sem fazer exercícios e sem fortalecer os músculos do seu corpo. Aos setenta anos, estava com dificuldades de andar, o que aumentava seu risco de queda e de se machucar. Uma nova situação de vida. Mas, sua cabeça estava no passado, quando tinha força o suficiente para andar sem riscos. Ele dizia: "andei até hoje sem bengala, vou continuar andando sem apoio". Preso no passado (manteve a ausência de fortalecimento da perna e não aceitou a bengala) ele não se preparou para os desafios do presente. Um dia ele caiu e quebrou a perna. Passou meses na cama, sentindo dores.

A história do Mário seria diferente se o desapego dominasse sua mente. O que significa desapego nesta situação? Primeiro: aceitar que a perna estava mais fraca. Segundo: perna fraca tem que ser fortalecida. Terceiro: decidir o que fazer para fortalecer a perna.

Com o desapego, a pessoa faz o que a realidade mostra que é necessário e NÃO o que ela quer.

Preste atenção: o apego tornou-se um processo de autoboicote que gerou uma vida pior para o Mário. Não é só o físico que piorou. Ele não desenvolveu qualidades porque não enfrentou positivamente os desafios da vida. Ao contrário, ele reforçou comportamentos negativos que geraram mais sofrimentos.

Apego é uma forma mais sutil de autoboicote.

Muito comum é o apego boicotar a evolução profissional da pessoa. Ela fica estagnada e com o tempo a força interior e a satisfação vão ficando menor. Desta forma, nada muda. (Leia: Eles preferem sofrer com o que é conhecido por terem medo do desconhecido )

Preste atenção: evoluir, aprender, amadurecer, conquistar, fazem com haja transformação na vida. Portanto, sempre haverá alguma perda.

Perder gera dor. Como lidar com ela?

A dor da desilusão é a dor da verdade revelada. Você é obrigado a enxergar a verdade e isto te dói bastante.

A dor da perda de um parente, por exemplo, é a dor da autonomia; seguir sem ele, mas seguir em equilíbrio e com justiça.

A dor da perda de um namorado também é a dor da autonomia. Cada um vai seguir seu próprio caminho distante um do outro, sem se apoiarem e sem companheirismo.

A dependência emocional cria um vazio. O outro significava muito e agora não há mais o outro. Fica o vazio, fica o desconforto de seguir sem a pessoa.

O tempo continua e todos os momentos são de recomeço.

Algo sempre fica para traz, a fim de que se abra espaço para o novo. 

É preciso aceitação para deixar em paz o que não vem junto. E assim, tornar-se leve para enfrentar as novas batalhas.

É preciso do desapego para seguir em frente e abrir espaço para as novas conquistas, novos aprendizados, novas sabedorias e muitos sentimentos nobres.

O lugar certo para guardar o que ficou para traz é a gratidão.

A gratidão fortalece e motiva. É justo que quem se esforça tenha a paz e a consciência tranquila que a gratidão propicia.

Os frutos da evolução espiritual são muitos: gratidão, perdão, sabedoria, etc. Os frutos de bloquear a evolução também são muitos: rancor, dor, sofrimento, etc.

Se você quer estar no polo da evolução deve aceitar a sua realidade e tornar-se solidário com o novo que existe no presente. Sim, no presente sempre existe algo novo. O presente é a junção do passado com algo novo; nunca é a mera repetição do passado.

Atenção: desapego significa viver no presente. Significa estar livre para construir um futuro melhor.

Você deve deixar ir o que já está indo embora. Coloque o seu amor nas “novas sementes” que estão surgindo.

Sua vida é sua plantação. Cada vez que houver a colheita, a terra tem que ser arada novamente.

Se não arar, sua vida ficará mais difícil. Se não plantar, haverá mais sofrimento. Se não colher, haverá desânimo e desistência.

Desapegue, para que cada ciclo da vida seja cumprido em seu tempo certo. É a melhor forma de diminuir o sofrimento e aumentar a satisfação.

Não tenha receio de seguir sua vida com autonomia e algumas feridas. Elas serão a prova de que aprendeu por si mesmo e aprendeu de verdade.

Siga em frente, aceite as perdas, aceite que muitas pessoas não te acompanharão durante sua vida.

Apego é paralisação. Apego é fruto do medo de seguir adiante. Medo da perda e a negação da eterna transformação da vida.

Compreenda: grande parte da sua vida será superada e terá um lugar reservado no seu coração sob a forma de gratidão, compaixão e senso do dever cumprido.

Siga em frente! Mantenha-se sintonizado com o amor, a bondade, a compaixão e tantos outros sentimentos nobres que devem ser cultivados no presente e no futuro. É desta forma que as feridas são cuidadas e transformadas em oportunidades, amadurecimento e novas conquistas.


Autor: Regis Mesquita
https://twitter.com/SaberEspirita




Receba dicas e informações espirituais no Facebook






A DOR PASSA

A dor passa!


E mesmo que em alguns momentos as feridas voltem a sangrar, elas fecharão novamente.


Algumas dores são maiores que as outras e podem virar hospedeiros do coração.


São desafios! Todas as dores tem que ser resolvidas, curadas, cuidadas e superadas.


Somente o desapego pode ser a ponte para você chegar à paz e ao aconchego interior.


Ao atravessar a ponte que te distanciará do sofrimento, a saudade se transformará em completude.


Ao atravessar a ponte, o aconchego (cuidado por si - amor próprio) será tão regenerador que as negatividades serão relegadas à uma pequena fração de sua memória.


A dor passa! Se você atravessar a ponte do desapego terá dado um grande passo na evolução espiritual.

O desapego é muito importante para a evolução humana. Um dos grandes segredos da evolução espiritual é a capacidade de se privar.

Privação voluntária. Saber perder no que não é essencial para ter tempo e disposição para se dedicar ao que é mais importante.

Treine se livrar de pressões inúteis, desejos insignificantes, complicações desgastantes. Se prive para que possa ter força interior e disposição para se dedicar ao que é realmente central em sua vida.

Desapego é muito mais fácil para quem aprendeu a se privar e construir algo melhor.

Autor: Regis Mesquita

Reflexão baseada nos ensinamentos do livro “A Espiritualidade no Dia a dia”
https://www.amazon.com.br/dp/B01LXTRN1C








SE SUA VIDA ESTÁ DANDO TUDO CERTO

Não se acomode com as benesses que agora desfruta.


Porque a vida possui várias fases e muitos momentos.


E é no presente que se prepara para os desafios futuros.


É no presente que se constrói as pontes para o futuro.


O futuro está sendo construído hoje, em cada ação que realiza ou que desiste de realizar.


Tenha sempre metas e desafios para vencer.


Uma das metas deve ser ajudar mais as pessoas - praticar a caridade, compaixão e benevolência.


Ao abrir espaço em sua vida para a compaixão e benevolência você estará rompendo com o egoísmo que existe dentro de você.


Egoísmo é apego. Egoísmo é se prender e viver pesado. Egoísmo é se prender em orgulho e vaidades.


Liberte-se! Não espere que venha o sofrimento para te forçar sair do apego (estagnação).


É no presente que se constrói as pontes até as sabedorias que te manterão sempre capaz de enfrentar os novos desafios.


Não perca o foco da evolução espiritual!

Autor: Regis Mesquita
https://twitter.com/SaberEspirita

Reflexão originalmente postada na página Nascer Várias Vezes do Facebook









ESPERANÇA E FÉ

A grande vantagem da vida é que é possível sempre renascer, renovar, recomeçar.

Quem não teve a oportunidade em um momento poderá tê-la no futuro.

Prepare-se com dedicação! Supere seus limites atuais! Desenvolva novas qualidades e habilidades!

Fique pronto para conquistar seu espaço na sociedade.

A derrota de hoje não significa derrota no amanhã, desde que você aprenda, use da razão e se desenvolva.

Sempre que conquistar uma qualidade estará conquistando novas oportunidades. Quando chegar o momento, esteja pronto para aproveitá-las.

Desapegue-se! Não permita que o apego às coisas, situações ou pessoas te paralisem e impeçam sua evolução progressiva.

Jesus, o grande exemplo, seguiu seu caminho. Seguiu em frente. Quem não o acompanhou ficou para traz. Ele manteve-se firme em sua missão. Não se apegou a nada e nem a ninguém, porque ele sabe que apego é paralisação.

Ofereça o seu melhor. Caminhe na direção da evolução espiritual. Alguns te acompanharão e te entenderão, outros vão ficar para traz.

A esperança deve significar que você tem a CERTEZA de que uma vida que se constrói com sabedoria sempre estará criando novas oportunidades e novos amigos, novas experiências e novas oportunidades. Siga em frente! Não se paralise!

Regis Mesquita
Baseado nos ensinamentos do livro “A Espiritualidade no Dia a dia”
https://www.amazon.com.br/dp/B01LXTRN1C








UMA HISTÓRIA DE APEGO

Pedro amava a Valentina.


Pedro amava muito a Valentina.


Depois de alguns anos, Valentina se separou de Pedro.


A dependência emocional fez com que ele sofresse muito.


Dor, sofrimento e apego geraram raiva, rancor e orgulho.


Na memória dele poderia haver amor e gratidão pelo que de bom viveu.


Agora ela estava ocupada com negatividades.


A vida do Pedro foi preenchida por negatividades.


Quanto mais apego, mais negatividades.


Quanto mais apego, menos liberdade e mais a "ferida sangra".


Muita coisa boa Pedro perdeu porque estava focado no passado, nas mágoas e no apego.


Ele sofreu mais e não cuidou de si mesmo. Ao contrário, usou o apego para judiar de si - o apego é uma forma de autoboicote.


Não se boicote. Viva a dor da perda, recupere sua autonomia, cuide de si e siga em frente.


Reconstrua o espaço de amor em sua vida.


Durante toda a vida muita gente, coisas ou situações vão embora.


Foque em construir, em semear e seguir sem (se privar para ter mais).


Ou tenha seu sofrimento multiplicado, como aconteceu com Pedro.

Regis Mesquita
Texto originalmente postado no Blog Caminho Nobre









Inspirações, intuições, interesses, sentimentos de bem estar e familiaridade são formas do espírito orientar consciência. Livro Nascer Várias Vezes

O espírito manda mensagens e estímulo para a consciência. Ela escuta? Ela presta atenção?

O espírito mais maduro inspira que a pessoa tenha uma vida mais simples e frugal. O orgulho diz para a pessoa buscar prazer em vaidades, estatus, desejos, sonhos, etc.

Quem a pessoa escuta? A realidade mostra que as pessoas escutam mais o orgulho baseado no ego do que o "sopro da sua consciência" dizendo que deveria fazer outra coisa.

Desta forma, a pessoa se distancia do caminho que o espírito quer que ela construa.

Ao abrir mão das escolhas do orgulho para seguir o que o espírito inspira, a pessoa está desapegando.

Ou seja, ela desapega dos benefícios do orgulho para abrir espaço para experimentar a nova vida baseada no caminho espiritual.

O orgulho torna-se menor e o espírito pode ser melhor escutado. O espírito dirige e o orgulho vai ficando cada vez menor.

Aos poucos sua sensibilidade para escutar e perceber as influências do próprio espírito vai ficando cada vez mais maior.

Vai chegar um momento que não é o ego mais quem controla. Quem controla a sua vida é seu espírito, muito mais vivido e experiente.


Para entender como desenvolver a sensibilidade para perceber e valorizar o que vem do espírito sugiro a leitura do livro  “A Espiritualidade no Dia a dia”
https://www.amazon.com.br/dp/B01LXTRN1C








Aproveite melhor sua encarnação lendo o livro:
Nascer Várias Vezes.






Leia também:

A boa luta repercute positivamente por muito tempo na vida do espírito

Gerando boas vibrações para dinamizar a vida

A ciência descobre a espiritualidade e confirma a sua utilidade

A evolução espiritual é facilitada quando se tem a completude

Mutualismo e humildade: 100 trilhões de bactérias vivendo no nosso corpo

A família é o campo de provas para a evolução do espírito

Tudo o que não provém do espírito é sempre pequeno



Gostou das imagens deste texto?
Você pode compartilhá-las com seus amigos.

Quer ter acesso a centenas de outras imagens para você escolher?
Clique aqui (Facebook) ou aqui (Pinterest)






DIREITOS AUTORAIS

Os textos do Blog Nascer Várias Vezes, escritos pelo seu autor Regis Mesquita, estão registrados junto ao Escritório de Direitos Autorais da Fundação Biblioteca Nacional.






Licença para reprodução dos textos do blog Nascer Várias Vezes: siga as instruções



Um comentário:

  1. Desapego e evolução espiritual. Um texto esclarecedor e lindo, pois sim. Alguém já disse que na vida não temos perdas mas "livramentos". "Livramentos" de cargas inúteis.Grande abraço do amigo, Devanir.

    ResponderExcluir

Seja bem vindo, seu comentário é importante. Você também pode receber emails das novas postagens do blog. Inscreva-se no final da página de textos do blog (depois confirme no seu email).

Siga o Blog Nascer Várias Vezes no Twitter

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...