sábado, 16 de julho de 2016

O perdão sob a ótica da doutrina espírita. Dezesseis motivos que tornam o perdão a melhor forma de limpar o coração e seguir adiante com mais força e foco.








1) O PERDÃO TE AJUDA A SEGUIR ADIANTE

O perdão é uma melhor forma de seguir adiante. Com ele você limpa sua mente e não deixa o passado te dominar.


Com o perdão você adquire forças para focalizar o que você precisa.

Com o perdão você troca o remoer de sentimentos negativos do passado pela atenção no desafio do presente. O presente é o momento no qual a pessoa aprende, desenvolve e amadurece.

O perdão é a melhor forma de romper com o passado, superando a dor aguda do sofrimento e da rejeição. É através dele que o sol pode voltar a brilhar no coração, despertando novamente a gratidão, a alegria e a vontade de viver com amor e paz.



2) O MAIOR BENEFICIÁRIO DO PERDÃO É QUEM DÁ E NÃO QUEM O RECEBE

Prepare-se sempre para perdoar. Lembre que o maior beneficiário do perdão não é quem recebe, é quem dá. O perdão é uma limpeza mental que abre espaço para muito prazer e muita satisfação na vida em geral. Uma raiva contra alguém é como carregar um saquinho de areia durante todo o dia; o que gera um cansaço desnecessário.

Regis Mesquita

Leia: Meu irmão me odeia. O que posso fazer para mudar esta situação?



3) O PERDÃO É UM ATO DE BOM SENSO E INTELIGÊNCIA


O perdão é a libertação daquele que perdoa. A pessoa que não perdoa fica presa ao passado, alimentando raivas e outros sentimentos negativos. Todos seus dias ficam um pouco pior porque aqueles fatos do passado teimam em diminuir o prazer da vida. O perdão, portanto, é um ato de inteligência e bom senso. Por isto, não se iluda: quem perdoa é quem fez o esforço para mudar; o outro continua o mesmo. Livre-se dos sentimentos negativos, mas mantenha o bom senso e a precaução.

Regis Mesquita

Leia: Oito dicas para você vencer na vida praticando a paz e a justiça no coração



4) JESUS ENSINOU O PERDÃO PORQUE ELE É MUITO IMPORTANTE PARA A EVOLUÇÃO ESPIRITUAL

Jesus veio nos ensinar a amar os nossos inimigos, a perdoar indefinidamente as ofensas, a ver no Pai Celestial um ser compassivo e misericordioso, sempre pronto a acolher um filho que se transvia [ver parábola do Filho Pródigo].

Jayme Andrade

Lembre: em nossa evolução nos aproximamos dos atributos de Deus, portanto se Deus perdoa, devemos também perdoar.

Leia: O inferno não existe. Penas eternas não existem. Deus é amor e sempre oferece oportunidades para a renovação da vida do espírito.



5) O PERDÃO TE ENSINA QUE O IMPORTANTE NA VIDA É VENCER A SI MESMO

Se cada vez que você apanhar da vida você desviar dos seus objetivos, terá pouca chance de conquistá-los.

A verdade é que o vencedor apanha e segue em frente. Segue firme para conquistar todas as qualidades e habilidades que precisa para vencer.

Ele não vence seu opositor; ele vence a si próprio. Ele atinge suas metas, realiza seus sonhos, constrói sua história.

O perdão liberta sua mente do desejo de seguir atrás dos opositores. O perdão te liberta para não perder tempo com quem não te ajuda. Já o amor... o amor dá força para seguir em frente.

Cada vez que apanhar foque em superar o obstáculo e aprender com a situação.

Ficando mais forte e mais bem preparado, sua meta de vida estará mais próxima.

Siga em frente e conquiste o que é bom.

Regis Mesquita

Texto originalmente postado na página Nascer Várias Vezes do Facebook




Clique em "Curtir Página" para curtir nossa página



6) O PERDÃO É GRATIDÃO PARA COM DEUS QUE É MISERICORDIOSO COM TODOS OS ESPÍRITOS (DEUS NÃO QUER VER NINGUÉM JUDIANDO DE OUTRAS CRIATURAS) 

Nós também somos beneficiados pela misericórdia divina. Deus sabe que somos limitados e mais propensos ao erro por causa de nossas imaturidades. Deus sabe que precisamos do seu perdão e apoio. Ele age para diminuir nosso sofrimento, pois sabe que o positivo gera muito mais evolução que o negativo (o amor ensina mais que o ódio, o perdão mais que o rancor, e assim por diante). Ele nos ajuda propiciando ensinamentos, experiências benéficas, emanando boas vibrações, entre outros benefícios.

Leia: Todos os espíritos encarnados na Terra já fizeram muito mal para outras pessoas



7) O PERDÃO PERMITE O RECOMEÇO. NADA SERÁ IGUAL AO QUE ERA ANTES, MAS HÁ UM NOVO RECOMEÇO

O que faz Deus frente a todos os erros dos espíritos ao longo de centenas ou milhares de reencarnações? Permite novas oportunidades de aprendizado. Permite o recomeço.

Leia: Uma sociedade evoluída espiritualmente possui ótimos recursos de acolhimento e ajuda mútua



8) O PERDÃO SIGNIFICA A RESPONSABILIDADE QUE CADA UM DEVE TER PELO QUE SE FORTALECE EM SEU CORAÇÃO

Que a paz caminhe para dentro do meu coração
e que a gratidão me ajude a agarrá-la com firmeza.
Sou o responsável por mim.
Sou o responsável pelo que se fortalece em mim.

Mentalização 19, do blog Caminho Nobre
Que a paz caminhe para dentro do meu coração



9) O PERDÃO É FORÇA. FRAQUEZA É NÃO SABER SE PROTEGER DAS IMATURIDADES ALHEIAS.

O perdão é muito viril. O homem ou mulher tem que ser forte para abrir mão da vingança, da punição e do alívio da raiva. Perdoar é desenvolver sua força interior.

Perdoar é a oportunidade de agir racionalmente e se concentrar no que é mais nobre no ser humano.

Leia: O perdão é bem mais viril que o castigo (Gandhi)








10) PERDÃO É TER VIDA COM MAIS ENERGIA, FORÇA E SAÚDE

Guardar raiva, guardar rancor. Guardar mágoa, guardar a irritação. Quando o ser humano se transforma em guardador ele reclama de cansaço, dores, angústias.

Tudo deve fluir, inclusive os sentimentos negativos. Porque quando eles se vão, abre espaço para o foco no que é nobre.

O amor é leve, o carinho é leve, a entrega é leve. E quanto mais fluem mais energia e contentamento proporcionam.

É uma vida melhor ou não?

Regis Mesquita

Texto originalmente colocado na página Nascer Várias Vezes do Facebook.
Todos os dias, uma nova reflexão.



11) QUEM MAIS EVOLUI É QUEM PERDOA MAIS FACILMENTE

A coragem é a grande dama do amor e do perdão. Pois quem evolui perdoa com mais facilidade.

Amar é um verbo, é movimento. A coragem é o agir, é movimento. O perdão é a superação, é movimento.

O perdão nos torna maiores e mais evoluídos, por isto menos dependentes e mais completos.

O perdão é o atributo de quem cresce, evolui, amplia a própria vida, aprende a se defender e a cuidar de si. E ama um amor maduro sem dependência e sem autossabotagem.

Se existe progresso na própria vida, é muito mais fácil perdoar. Perdoar mesmo quando o outro persiste nos mesmos erros.

Leia: A coragem do amor cria a bênção do perdão



12) PERDOAR NÃO É ESQUECER

Temos no cérebro uma memória que registra todos os fatos, por isto quem perdoa não tem que, necessariamente, esquecer do agravo sofrido. O que é preciso, na verdade, é esquecer no sentido de diluir a mágoa, a raiva ou o ressentimento que o fato gerou, caso contrário o perdão é superficial ou até mesmo ilusório.

Esse tipo de esquecimento é extremamente benéfico para quem sofreu algum tipo de agressão, porque a energia gerada, a cada instante em que se revive o fato infeliz, aumenta a ferida que se formou e numa verdadeira roda viva acumula novo e desnecessário sofrimento.

O apego à ofensa propicia ao ofendido a oportunidade de carregar sozinho a chaga em que ela se constitui.

Autora: Doracy Mércia De A. Mota





13) PERDOAR DEVE SER PRIORIDADE EM SUA VIDA

Reconcilia-te depressa com o teu adversário

“Concilia-te depressa com o teu adversário” – essa é a palavra do Evangelho, mas se o adversário não estiver de acordo com o bom desejo de fraternidade, como efetuar semelhante conciliação?

- Cumpra cada qual o seu dever evangélico, buscando o adversário para a reconciliação precisa, olvidando a ofensa recebida. Perseverando a atitude rancorosa daquele, seja a questão esquecida pela fraternidade sincera, porque o propósito de represália, em si mesmo, já constitui uma chaga viva para quantos o conservam no coração. ”

Autores: Emmanuel e Chico Xavier (O Consolador, questão 337)









14) O PERDÃO REPETITIVO TE TORNA INVULNERÁVEL ÀS AGRESSÕES

Quantas vezes perdoarei ao meu irmão? Perdoá-lo-eis, não sete vezes, mas setenta vezes sete. ... ensinarás a teus irmãos esse esquecimento de si mesmo, que nos torna invulneráveis às agressões, aos maus tratos e às injúrias, serás doce e humilde de coração, não medindo jamais a mansuetude; e farás, enfim, para os outros, o que desejas que o Pai celeste faça por ti. Não tem Ele de te perdoar sempre, e acaso conta o número de vezes que o seu perdão vem apagar as tuas faltas?

Autor: Simeão (O Evangelho Segundo o Espiritismo)



15) O PERDÃO PERMITE UMA CONSCIÊNCIA TRANQUILA E EM PAZ

Espíritas, não vos olvideis de que, tanto em palavras como em atos, o perdão das injúrias nunca deve reduzir-se a uma expressão vazia. Se vos dizeis espíritas, sede-o de fato: esquecei o mal que vos tenham feito, e pensai apenas numa coisa: no bem que possais fazer. Aquele que entrou nesse caminho não deve afastar-se dele, nem mesmo em pensamento, pois sois responsáveis pelos vossos pensamentos, que Deus conhece. Fazei, pois, que eles sejam desprovidos de qualquer sentimento de rancor. Deus sabe o que existe no fundo do coração de cada um. Feliz aquele que pode dizer cada noite, ao dormir: Nada tenho contra o meu próximo.

Autor: Simeão (O Evangelho Segundo o Espiritismo)


16) PERDOAR OS INIMIGOS É PEDIR PERDÃO PARA SI MESMO

Perdoai ...para que Deus vos perdoe. Porque, se fordes duros, exigentes, inflexíveis, se guardardes até mesmo uma ligeira ofensa, como quereis que Deus esqueça que todos os dias tendes grande necessidade de indulgência? ... Quem sabe se, mergulhando em vós mesmos, não descobrireis que fostes o agressor? Quem sabe se, nessa luta que começa por um simples aborrecimento e acaba pela desavença, não fostes vós a dar o primeiro golpe? Se não vos escapou uma palavra ferina? Se usaste de toda a moderação necessária? Sem dúvida o vosso adversário está errado ao se mostrar tão suscetível, mas essa é ainda uma razão para serdes indulgentes, e para não merecer ele a vossa reprovação. Admitamos que fosseis realmente o ofendido, em certa circunstância. Quem sabe se não envenenastes o caso com represálias, fazendo degenerar numa disputa grave aquilo que facilmente poderia cair no esquecimento? Se dependeu de vós impedir as conseqüências, e não o fizestes, sois realmente culpado. Admitamos ainda que nada tendes a reprovar na vossa conduta, e, nesse caso, maior o vosso mérito, se vos mostrardes clemente.

Autor: Paulo (O Evangelho Segundo o Espiritismo)



Autor do Texto: Regis Mesquita
https://twitter.com/saberespirita



Todos os textos do blog Nascer Várias Vezes em ordem alfabética (mais facilidade para encontrar o texto que deseja estudar) - clique aqui 



Agradeço às pessoas que acompanham o blog Nascer Várias Vezes, seja recebendo as mensagens via email, sendo seguidoras ou visitando-o de vez em quando. De “boca em boca” os números estão aumentando. Sua participação na divulgação do blog é fundamental. Obrigado!















Licença para reprodução dos textos do blog Nascer Várias Vezes: siga as instruções 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo, seu comentário é importante. Você também pode receber emails das novas postagens do blog. Inscreva-se no final da página de textos do blog (depois confirme no seu email).

Siga o Blog Nascer Várias Vezes no Twitter

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...