quinta-feira, 26 de maio de 2011

Educação baseada nos ensinamentos espíritas. Dicas para educar os filhos sem culpa (1)



A criança nasce na família certa para ela evoluir espiritualmente.





"Os pais devem se aceitar como são e aceitar o filho como ele é.  A chegada da criança na família foi planejada devido às qualidades e dificuldades daquele ambiente. Nós nascemos para enfrentar nossas dificuldades e imaturidades. Querer muito poupar nossas crianças de sofrimentos não é qualidade, é problema". Regis Mesquita
do livro Nascer Várias Vezes



Quando o filho encontra dificuldades na vida, a família sofre. Pais e mães se preocupam até com filhos adultos que são “trabalhadores, honestos e vivem bem”.

Quando são pequenos a preocupação é grande. Cabe aos pais ajudarem a criança em tudo: estudo, vestimentas, higiene, educação, linguagem, etc.

Além da preocupação existe a culpa. Com certeza nenhum pai ou mãe consegue ser 100% eficiente, 24 horas por dia.

Pais são espíritos em processo de aprendizagem. Possuem seus próprios limites e imaturidades. Todavia, possuem a responsabilidade de criar os filhos.

Como resolver esta contradição: pessoas limitadas cuidando de crianças que precisam de muita orientação?

Paz de espírito e simplicidade. Ao longo de 200 mil anos de humanidade, dezenas de bilhões de seres humanos foram educados por pais limitados. Você é apenas mais um; se agir com simplicidade terá oferecido mais do que o suficiente para seu filho crescer e cuidar da própria vida.




A criança precisa de comida simples, mas diversificada. Precisa de roupa limpa e não é necessário nada além disto. Precisa de carinho e atenção, sem excesso de proteção. Precisa ser cuidada e orientada; precisa ser cobrada, exigida e estimulada. Tendo bom senso e boa vontade, os pais podem agir da forma como são e acreditam ser o melhor.

O que fazer quando houver dúvidas de que estão fazendo o melhor? Os pais devem se amparar na certeza de que (com seu esforço e bom senso) estarão oferecendo mais do que o suficiente para que os filhos superem as dificuldades da vida.

Esta é a paz que os pais devem ter: oferecer o melhor que podem e aceitar seus próprios limites.

Toda criança deve ser ensinada que a vida possui limites que devem ser respeitados. Um destes limites é justamente os pais, espíritos em evolução. Pais que possuem suas próprias dificuldades e fraquezas.

É muito importante aceitar os filhos como eles são. É muito importante se aceitar também. Porque se você não se valorizar estará dando um péssimo exemplo para seu filho. Se valorize, para ensinar seu filho um dos mais belos ensinamentos: ter gratidão pelos pais que ele possui.

Ele pode e deve ser grato pelos pais que possuem limitações. Porque estes pais limitados são capazes de oferecer muitas coisas boas.

Se você se torturar com a culpa, estará gerando vibrações e informações negativas sobre você. Sua satisfação será menor e sua capacidade de aprendizado ficará reduzida.

Culpada você terá mais dificuldade para transmitir tudo o que há de bom dentro de você. A meta é sempre esta: ofereça o seu melhor. Não é oferecer o melhor que há no universo. É oferecer o SEU melhor.

Procure melhorar sempre para poder viver melhor e atingir mais objetivos positivos na vida.

Todavia, uma hora você estará frente a frente com sua própria limitação. Nesta hora, tenha paz. Talvez seu filho tenha que superar sozinho alguns desafios. Neste momento lembre-se: ele nasceu na família certa. Sua família oferece a ele as oportunidades positivas e negativas que ele precisa para cumprir suas missões de vida.

Se ele for muito protegido será problema. Problema sério. Seu filho não terá conquistado a força e a sabedoria necessárias para que ao final da sua vida ele pense: valeu a pena viver esta vida.

Ele nasceu para enfrentar dificuldades. Fique feliz, quando ele as encontrar. É assim que a encarnação dele será útil para que o espírito evolua.

Ofereça o melhor que você pode. Mas, tenha certeza que isto não será tudo o que ele precisa. A vida é dele e ele terá que caminhar por si. Vale para o filho adulto e vale para a criança de três anos de idade. Todos eles terão que se virar para enfrentarem as dificuldades que a vida apresentar.

A culpa costumeiramente vem da não aceitação dos próprios limites e do medo de se arrepender no futuro. Isto gera confusão, pois os desafios devem ser percebidos como positivos e são percebidos como negativos.

Antes de nascer, no plano espiritual, a família foi escolhida de tal forma que o espírito pudesse enfrentar os desafios necessários para ele evoluir. Pais, esta é a verdade, sua família não é perfeita e é justamente por isto que seu o espírito encarnou nela. Ele precisa das qualidades e defeitos da sua família.




Pais, criem qualidades e habilidades em vocês mesmos. Desta forma, poderão ser melhores para si mesmos e melhor para os outros. Tenham também uma outra postura: se aceitem e valorizem o que são. Se vocês valorizarem o que são, será mais fácil aprenderem e evoluírem.

Tenham carinho por si mesmos. E digam para seus filhos: eu procuro oferecer o melhor para vocês e o que ofereço é a base para você cuidarem de si mesmos e enfrentarem os desafios da vida. Vocês nasceram para evoluir, por isto precisam enfrentar as dificuldades da vida. Sempre estarei ao teu lado, mas terão que enfrentar o desafio.

Abaixo reproduzo trechos de uma mensagem do Chico Xavier:

”Você nasceu no lar que precisava nascer...
Teus parentes e amigos são as almas que você mesmo atraiu, com tua própria afinidade...
Não reclame, nem se faça de vítima. Antes de tudo, analisa e observa.
A mudança está em tuas mãos.
Reprograma tua meta, busca o bem e você viverá melhor.
Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.”


Autor: Regis Mesquita 
https://twitter.com/saberespirita



Agradeço muito se você recomendar esta postagem no G+, curtir no Facebook, retuitar ou mandar o link via email.


Todos os textos do blog Nascer Várias Vezes em ordem alfabética (mais facilidade para encontrar o texto que deseja estudar)  - clique aqui.



Atenção:

Receba todos os novos textos do blog Nascer Várias Vezes no seu email. Na coluna da direita existe um lugar para digitar seu email (será mandado um email de confirmação, clique no link deste email para efetivar a inscrição).

É simples e rápido!







Para conhecer todas as formas de adquirir seu exemplar, clique aqui

Para ler os depoimentos e reflexões de quem leu o livro: clique aqui

Para conhecer os títulos da cada um dos capítulos do livro: clique aqui.

Para ler a sinopse do livro: clique aqui.




Leia também:













Querer proteger muito nossas crianças não é qualidade, é problema.


Gostou das imagens deste texto?
Pode compartilhá-las com seus amigos.

Quer ter acesso a centenas de outras imagens para você escolher?
Clique aqui (Facebook) ou aqui (Pinterest)



Não tenha dó do seu filho. Dó gerará culpa e prejudicará a educação.




Licença para reprodução dos textos do blog Nascer Várias Vezes: siga as instruções




2 comentários:

  1. Gostei desse comentário. Se o seu livro, como o estou entendendo, trouxer essa contribuição de retirar das pessoas uma exigência de perfeição e buscar fixar nas mentes dos pais que focar no positivo, deles mesmos e dos filhos, é o que podemos fazer de melhor na nossa condição evolutiva, sem que isso implique em não poder errar, o seu livro certamente trará uma importantíssima contribuição à sociedade. Parabéns e sucesso!

    ResponderExcluir
  2. Dulce, obrigado. Acredito que a educação deve partir da aceitação do que somos, do que nossos filhos são.

    abraço,

    Regis Mesquita

    ResponderExcluir

Seja bem vindo, seu comentário é importante. Você também pode receber emails das novas postagens do blog. Inscreva-se no final da página de textos do blog (depois confirme no seu email).

Siga o Blog Nascer Várias Vezes no Twitter

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...